VOLTA DE LULA AO GOVERNO PODE CAUSAR QUEDA DO DÓLAR

16 de Março de 2016 | 10:27hs

Tanto o cenário interno quanto o externo exercem forte influência sobre o mercado nesta quarta-feira (16). No Brasil, a crise política se agrava com os desdobramentos da Operação Lava Jato, a possibilidade de o ex-presidente Lula assumir um cargo no governo e a repercussão da delação de Delcídio do Amaral, que foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). No exterior, o mercado aguarda a decisão do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (FED) sobre a política monetária do país e o discurso da presidente da instituição, Janet Yellen, ainda hoje.

Confira trecho do boletim de abertura de mercado desta quarta-feira, com o superintendente regional de câmbio da SLW, João Paulo de Gracia Corrêa:

No mercado de câmbio internacional, o dólar segue valorizado ante a maioria das divisas, fortes e emergentes. Aqui, além de monitorar o exterior, os agentes dão continuidade aos desdobramentos da crise política no Brasil. Segundo fontes, Lula deve aceitar a Secretaria de Governo, porém, antes de confirmar oficialmente, o ex-presidente se reunirá com Dilma Rousseff para saber se terá carta branca para fazer as mudanças que julga necessárias, até mesmo na política econômica. Para fechar, ainda tem o julgamento pelo STF do rito de impeachment da presidente. Com um pregão repleto de eventos, o dólar deve seguir volátil com viés de alta. Só inverteria sua trajetória se o ex-presidente Lula não aceitar o cargo no governo.

Publicidade

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

VOLTA DE LULA AO GOVERNO PODE CAUSAR QUEDA DO DÓLAR

16 de Março de 2016 | 10:27hs
Imagem [0]

Tanto o cenário interno quanto o externo exercem forte influência sobre o mercado nesta quarta-feira (16). No Brasil, a crise política se agrava com os desdobramentos da Operação Lava Jato, a possibilidade de o ex-presidente Lula assumir um cargo no governo e a repercussão da delação de Delcídio do Amaral, que foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). No exterior, o mercado aguarda a decisão do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (FED) sobre a política monetária do país e o discurso da presidente da instituição, Janet Yellen, ainda hoje.

Confira trecho do boletim de abertura de mercado desta quarta-feira, com o superintendente regional de câmbio da SLW, João Paulo de Gracia Corrêa:

No mercado de câmbio internacional, o dólar segue valorizado ante a maioria das divisas, fortes e emergentes. Aqui, além de monitorar o exterior, os agentes dão continuidade aos desdobramentos da crise política no Brasil. Segundo fontes, Lula deve aceitar a Secretaria de Governo, porém, antes de confirmar oficialmente, o ex-presidente se reunirá com Dilma Rousseff para saber se terá carta branca para fazer as mudanças que julga necessárias, até mesmo na política econômica. Para fechar, ainda tem o julgamento pelo STF do rito de impeachment da presidente. Com um pregão repleto de eventos, o dólar deve seguir volátil com viés de alta. Só inverteria sua trajetória se o ex-presidente Lula não aceitar o cargo no governo.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br