VEREADORES ROSALBISTA QUEREM SABER QUAL SOLUÇÃO CARLOS AUGUSTO TEM PARA O FIM DAS COLIGAÇÕES.

11 de Março de 2019 | 14:34hs

O ex-deputado Carlos Augusto Rosado, mentor político da prefeita Rosalba Ciarlini, tá com uma batata quente na mão.

Os vereadores governistas estão começando a fazer pressão para que se desenhe a engenharia para 2020 em que não existirão mais coligações proporcionais.

A princípio, Carlos não tem nenhum interesse em iniciar agora a montagem do quebra cabeça. É coisa para o primeiro semestre do ano que vem.

Mas, a pressão começou.

Os vereadores da base rosalbista não aceitam viver com a incerteza por mais tempo. Querem saber o que o casal governista está pensando.

O motivo de Carlos Augusto não querer antecipar a novela, é que se trata de uma engenharia difícil de realizar.

Na última eleição municipal, o prefeito à época, Francisco José Júnior, conseguiu a mágica de distribuir sua bancada por mais de uma dezena de partidos, abrigando todas as conveniências. Agradou a todos.

Dessa vez a história é bem diferente. Com o fim das coligações proporcionais, Carlos precisa abrir um guarda-chuva para todos.

O PP seria o partido próprio para abrigar todos os vereadores governistas.

Mas, tem um problema. As sardinhas não querem se misturar com os tubarões.

Na prática, o PP receberá apenas os vereadores de mandato. Os tubarões. Na prática esse arranjo deverá sacrificar mais da metade da bancada atual.

As arraias miúdas querem um partido só para eles, onde todo mundo seja do mesmo tamanho e ninguém entre no jogo apenas para ser esteira dos grandes.

Carlos Augusto sabe que vai precisar de muita conversa para juntar grandes e pequenos. Por ele, esse nó só seria desatado no ano que vem, mas a turma está ansiosa e não confia em deixar o futuro na mão de uma só.

A pressão começou e Carlos precisa agir, antes que decidam sem ele.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

VEREADORES ROSALBISTA QUEREM SABER QUAL SOLUÇÃO CARLOS AUGUSTO TEM PARA O FIM DAS COLIGAÇÕES.

11 de Março de 2019 | 14:34hs
Imagem [0]

O ex-deputado Carlos Augusto Rosado, mentor político da prefeita Rosalba Ciarlini, tá com uma batata quente na mão.

Os vereadores governistas estão começando a fazer pressão para que se desenhe a engenharia para 2020 em que não existirão mais coligações proporcionais.

A princípio, Carlos não tem nenhum interesse em iniciar agora a montagem do quebra cabeça. É coisa para o primeiro semestre do ano que vem.

Mas, a pressão começou.

Os vereadores da base rosalbista não aceitam viver com a incerteza por mais tempo. Querem saber o que o casal governista está pensando.

O motivo de Carlos Augusto não querer antecipar a novela, é que se trata de uma engenharia difícil de realizar.

Na última eleição municipal, o prefeito à época, Francisco José Júnior, conseguiu a mágica de distribuir sua bancada por mais de uma dezena de partidos, abrigando todas as conveniências. Agradou a todos.

Dessa vez a história é bem diferente. Com o fim das coligações proporcionais, Carlos precisa abrir um guarda-chuva para todos.

O PP seria o partido próprio para abrigar todos os vereadores governistas.

Mas, tem um problema. As sardinhas não querem se misturar com os tubarões.

Na prática, o PP receberá apenas os vereadores de mandato. Os tubarões. Na prática esse arranjo deverá sacrificar mais da metade da bancada atual.

As arraias miúdas querem um partido só para eles, onde todo mundo seja do mesmo tamanho e ninguém entre no jogo apenas para ser esteira dos grandes.

Carlos Augusto sabe que vai precisar de muita conversa para juntar grandes e pequenos. Por ele, esse nó só seria desatado no ano que vem, mas a turma está ansiosa e não confia em deixar o futuro na mão de uma só.

A pressão começou e Carlos precisa agir, antes que decidam sem ele.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br