TODOS SABIAM QUE TEMER ERA LADRÃO, MAS SERVIA DIREITINHO PARA A ERA PÓS-DILMA

30 de Abril de 2019 | 12:42hs

A bruxa anda solta para os lados do ex-presidente Michel Temer. Em quatro meses ele já está indiciado em quatro processos criminais.

A turma do MP foi com força pra cima dele.

O que me chama a atenção nisso tudo é que as pessoas em geral concordam plenamente com as imputações criminais e acham que o Temer deve mesmo ir para a cadeia.

Conversei com muitas pessoas sobre isso com o intuito de ouvir suas considerações e vi que todo mundo concorda que Temer roubou e muito.

E já achavam isso desde o tempo que ele chegou na presidência. Ouvi muito as pessoas dizerem que Temer roubava a muito tempo.

Estou dizendo tudo isso para chegar a um ponto.

As pessoas achavam que o temer era ladrão, mas aceitavam que ele substituísse a Dilma. Quer dizer, não importa se é ladrão, importa que se tirasse a Dilma do poder.

Soa estranho essa concessão ao pecado.  O fim justifica os meios.

É sobre isso que venho escrevendo há algum tempo, da forma como aceitamos passivamente o mal nos outros, exceto, nos que odeio.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

TODOS SABIAM QUE TEMER ERA LADRÃO, MAS SERVIA DIREITINHO PARA A ERA PÓS-DILMA

30 de Abril de 2019 | 12:42hs
Imagem [0]

A bruxa anda solta para os lados do ex-presidente Michel Temer. Em quatro meses ele já está indiciado em quatro processos criminais.

A turma do MP foi com força pra cima dele.

O que me chama a atenção nisso tudo é que as pessoas em geral concordam plenamente com as imputações criminais e acham que o Temer deve mesmo ir para a cadeia.

Conversei com muitas pessoas sobre isso com o intuito de ouvir suas considerações e vi que todo mundo concorda que Temer roubou e muito.

E já achavam isso desde o tempo que ele chegou na presidência. Ouvi muito as pessoas dizerem que Temer roubava a muito tempo.

Estou dizendo tudo isso para chegar a um ponto.

As pessoas achavam que o temer era ladrão, mas aceitavam que ele substituísse a Dilma. Quer dizer, não importa se é ladrão, importa que se tirasse a Dilma do poder.

Soa estranho essa concessão ao pecado.  O fim justifica os meios.

É sobre isso que venho escrevendo há algum tempo, da forma como aceitamos passivamente o mal nos outros, exceto, nos que odeio.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br