TEM COISA BOA NO PROJETO DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA. MAS TEM COISA RUIM TAMBÉM

21 de Fevereiro de 2019 | 15:49hs

Acho louvável que a reforma da Previdência tente incluir todos dentro de uma regra comum. Embora permaneçam alguns privilégios, trata-se de uma regra geral para todos.

Também aprovo a regra proporcional para quem ganha mais pague mais e quem ganha menos pague um pouco menos.

Mas, acho desumano estabelecer um valor de 400 reais por mês, para o idoso em estado de pobreza absoluta, cuja renda familiar mensal não ultrapasse 249 reais. É uma esmola.

Assim como reprovo a exigência de que o trabalhador rural comprove ter contribuído por 20 anos com um valor  calculado sobre a venda da safra de cada ano e que seja de pelo menos 600 reais por cada ano.

Ora, no Nordeste estamos há seis anos de seca seguidos, que safra ele vendeu? E quando colhe alguma coisa, muitas vezes nem é suficiente para comer.

Eis minha crítica.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

TEM COISA BOA NO PROJETO DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA. MAS TEM COISA RUIM TAMBÉM

21 de Fevereiro de 2019 | 15:49hs
Imagem [0]

Acho louvável que a reforma da Previdência tente incluir todos dentro de uma regra comum. Embora permaneçam alguns privilégios, trata-se de uma regra geral para todos.

Também aprovo a regra proporcional para quem ganha mais pague mais e quem ganha menos pague um pouco menos.

Mas, acho desumano estabelecer um valor de 400 reais por mês, para o idoso em estado de pobreza absoluta, cuja renda familiar mensal não ultrapasse 249 reais. É uma esmola.

Assim como reprovo a exigência de que o trabalhador rural comprove ter contribuído por 20 anos com um valor  calculado sobre a venda da safra de cada ano e que seja de pelo menos 600 reais por cada ano.

Ora, no Nordeste estamos há seis anos de seca seguidos, que safra ele vendeu? E quando colhe alguma coisa, muitas vezes nem é suficiente para comer.

Eis minha crítica.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br