SERVIDORES FANTASMAS NA ASSEMBLEIA É UM CÂNCER QUE SE ALASTRA

30 de Abril de 2019 | 12:39hs

Quando a gente olha o caso de Janine Faria, filha do ex-governador Robinson Faria, que estava lotada no gabinete do deputado José Dias e que o Ministério Público identificou que se tratava de funcionária fantasma, devemos pensar que isso é apenas uma pontinha do iceberg que é a questão dos  cargos comissionados na Assembleia Legislativa do Estado.

Pelo menos duas grandes investigações estão em curso sobre isso.

A primeira sobre a lista dos cargos comissionados fantasmas que vem desde a época que Robinson era presidente da Assembleia, no caso que ficou conhecido como a dama de espadas.

O segundo, mais recente, já com Ezequiel Ferreira na presidência, em que a chefe de gabinete da presidência acabou sendo presa e mais alguns próximos a ela, também fisgada no caso de funcionários fantasmas dentro da AL.

Janine Faria é apenas um caso. Mas, podem ser centenas.

A questão é se o MP terá força para adentrar nos muros da AL. Muito bem protegidos.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

SERVIDORES FANTASMAS NA ASSEMBLEIA É UM CÂNCER QUE SE ALASTRA

30 de Abril de 2019 | 12:39hs
Imagem [0]

Quando a gente olha o caso de Janine Faria, filha do ex-governador Robinson Faria, que estava lotada no gabinete do deputado José Dias e que o Ministério Público identificou que se tratava de funcionária fantasma, devemos pensar que isso é apenas uma pontinha do iceberg que é a questão dos  cargos comissionados na Assembleia Legislativa do Estado.

Pelo menos duas grandes investigações estão em curso sobre isso.

A primeira sobre a lista dos cargos comissionados fantasmas que vem desde a época que Robinson era presidente da Assembleia, no caso que ficou conhecido como a dama de espadas.

O segundo, mais recente, já com Ezequiel Ferreira na presidência, em que a chefe de gabinete da presidência acabou sendo presa e mais alguns próximos a ela, também fisgada no caso de funcionários fantasmas dentro da AL.

Janine Faria é apenas um caso. Mas, podem ser centenas.

A questão é se o MP terá força para adentrar nos muros da AL. Muito bem protegidos.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br