ROSALBA PODERIA TER IDO DORMIR SEM A "MANCADA" NO SHOW DE ALCEU VALENÇA

25 de Junho de 2019 | 10:10hs

Transcorria o show de Alceu Valença na Estação das Artes, no último domingo, quando o cantor anuncia que cantará “A Rosa Vermelha”, que não estava no repertório do show, mas atenderia a pedidos para cantá-la.

Essa música é símbolo das campanhas políticas de Rosalba.

Quem pediu? Penso que não foi a própria Rosalba. Talvez um babão de plantão.

Eu custo a acreditar que ainda existem pessoas com falta de inteligência suficiente para achar que isso altera alguma coisa na aprovação ou desaprovação da prefeita, que isso possa render votos.

Pelo contrário, desperta em todas as pessoas de bom senso um sentimento de revolta, de desaprovação pela ação oportunista e descabida.

Todos podiam ter voltado pra casa naquela noite sem o repúdio em mente. Bastaria ter ocorrido o show normalmente, o grande público presente, a bonita festa, o Cidade Junina no auge.

Mas o pedido inoportuno de cantar a música ganhou relevância. E estampou manchetes e comentários. A grande maioria negativos.

A prefeita podia ter ido dormir sem essa.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

ROSALBA PODERIA TER IDO DORMIR SEM A "MANCADA" NO SHOW DE ALCEU VALENÇA

25 de Junho de 2019 | 10:10hs
Imagem [0]

Transcorria o show de Alceu Valença na Estação das Artes, no último domingo, quando o cantor anuncia que cantará “A Rosa Vermelha”, que não estava no repertório do show, mas atenderia a pedidos para cantá-la.

Essa música é símbolo das campanhas políticas de Rosalba.

Quem pediu? Penso que não foi a própria Rosalba. Talvez um babão de plantão.

Eu custo a acreditar que ainda existem pessoas com falta de inteligência suficiente para achar que isso altera alguma coisa na aprovação ou desaprovação da prefeita, que isso possa render votos.

Pelo contrário, desperta em todas as pessoas de bom senso um sentimento de revolta, de desaprovação pela ação oportunista e descabida.

Todos podiam ter voltado pra casa naquela noite sem o repúdio em mente. Bastaria ter ocorrido o show normalmente, o grande público presente, a bonita festa, o Cidade Junina no auge.

Mas o pedido inoportuno de cantar a música ganhou relevância. E estampou manchetes e comentários. A grande maioria negativos.

A prefeita podia ter ido dormir sem essa.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br