PESQUISAS MOSTRAM QUE ROSALBA ESTÁ MUITO ABAIXO DA SUA MÉDIA HISTÓRICA NAS INTENÇÕES DE VOTO EM ANOS PRÉ-ELEITORAIS

24 de Agosto de 2019 | 09:51hs

O Instituto Seta, através do Blog do BG, fez nova pesquisa em Mossoró. Ouviram 350 entrevistados nos dias 17 e 18 de agosto.

Segundo o instituto se a eleição fosse hoje na pesquisa estimulada, Rosalba teria 27,9% das intenções de votos, Alysson teria 8,7%, Isolda e Larissa empatadas com 5,1%, Jorge 3,8%, Gutemberg 1,9% e Dr. Daniel 1,5%. Disseram ninguém ou que não sabe 46%.

O Instituto Seta já havia realizado uma pesquisa anterior em Mossoró, em parceria com o Blog de Bruno Barreto. Foi no período de 13 e 14 de abril, com 600 entrevistas.  Ou seja, há quatro  meses atrás.

Naquela ocasião o resultado apontou Rosalba com 24,8%, Alysson com 17,5%, Jorge com 12,8%,  Isolda com 10,8%, Gutemberg Dias com 4,5% e Dr. Daniel com 3,8%. Ninguém e não sabe somaram 26%.

O que chama atenção nesses números é o quadro inédito com Rosalba tendo pela primeira vez no ano anterior a um pleito pela Prefeitura de Mossoró uma margem inferior aos  50% de intenções de votos.

Em 1995, no ano que antecedeu a disputa de Rosalba X Sandra ela chegou a ter pesquisas em mãos com 61% de intenções de votos.

Na disputa pela reeleição em 2000, contra Fafá Rosado, no final do ano anterior, a prefeita Rosalba chegou a apresentar-se em pesquisas com 56% das intenções de votos.

Em 2015, um ano antes de tentar o quarto mandato, Rosalba largou nas pesquisas com 52% de intenções de votos.

Esse ano, segundo o Instituto Seta, tem entre 24,8% (abril) e 27,8%(agosto). Menos da metade da sua média histórica em anos anteriores aos pleitos.

E tem coisa mais grave que isso?

Entre todos os pré-candidatos para 2020, Rosalba estando no cargo, sendo o nome mais conhecido, é quem tem menos potencial de crescimento. Quem não está citando o nome de Rosalba nas pesquisas de agora é porque tem informação suficiente para rejeitar seu nome, já tem um juízo próprio feito e consolidado.

Rosalba está com o teto muito baixo dessa vez e carrega nas costas um fardo muito pesado pra tentar subir.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

PESQUISAS MOSTRAM QUE ROSALBA ESTÁ MUITO ABAIXO DA SUA MÉDIA HISTÓRICA NAS INTENÇÕES DE VOTO EM ANOS PRÉ-ELEITORAIS

24 de Agosto de 2019 | 09:51hs
Imagem [0]

O Instituto Seta, através do Blog do BG, fez nova pesquisa em Mossoró. Ouviram 350 entrevistados nos dias 17 e 18 de agosto.

Segundo o instituto se a eleição fosse hoje na pesquisa estimulada, Rosalba teria 27,9% das intenções de votos, Alysson teria 8,7%, Isolda e Larissa empatadas com 5,1%, Jorge 3,8%, Gutemberg 1,9% e Dr. Daniel 1,5%. Disseram ninguém ou que não sabe 46%.

O Instituto Seta já havia realizado uma pesquisa anterior em Mossoró, em parceria com o Blog de Bruno Barreto. Foi no período de 13 e 14 de abril, com 600 entrevistas.  Ou seja, há quatro  meses atrás.

Naquela ocasião o resultado apontou Rosalba com 24,8%, Alysson com 17,5%, Jorge com 12,8%,  Isolda com 10,8%, Gutemberg Dias com 4,5% e Dr. Daniel com 3,8%. Ninguém e não sabe somaram 26%.

O que chama atenção nesses números é o quadro inédito com Rosalba tendo pela primeira vez no ano anterior a um pleito pela Prefeitura de Mossoró uma margem inferior aos  50% de intenções de votos.

Em 1995, no ano que antecedeu a disputa de Rosalba X Sandra ela chegou a ter pesquisas em mãos com 61% de intenções de votos.

Na disputa pela reeleição em 2000, contra Fafá Rosado, no final do ano anterior, a prefeita Rosalba chegou a apresentar-se em pesquisas com 56% das intenções de votos.

Em 2015, um ano antes de tentar o quarto mandato, Rosalba largou nas pesquisas com 52% de intenções de votos.

Esse ano, segundo o Instituto Seta, tem entre 24,8% (abril) e 27,8%(agosto). Menos da metade da sua média histórica em anos anteriores aos pleitos.

E tem coisa mais grave que isso?

Entre todos os pré-candidatos para 2020, Rosalba estando no cargo, sendo o nome mais conhecido, é quem tem menos potencial de crescimento. Quem não está citando o nome de Rosalba nas pesquisas de agora é porque tem informação suficiente para rejeitar seu nome, já tem um juízo próprio feito e consolidado.

Rosalba está com o teto muito baixo dessa vez e carrega nas costas um fardo muito pesado pra tentar subir.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br