PAGAR EM DIA NÃO É PAGAR NO MEIO DO MÊS, MESMO QUE SEJA PARA COMPENSAR ATRASADOS.

09 de Abril de 2019 | 09:51hs

Para pagar a folha de abril, o Governo do Estado teve que negociar com a Assembleia o atraso no repasse do duodécimo que seria dia 20, para o final do mês.

Tudo bem que a Assembleia tem dinheiro sobrando e não vai fazer falta, isso todos já sabemos, mas essa engenharia orçamentária do Governo é que soa estranha.

Sabemos que a governador Fátima Bezerra inventou essa história de pagar folha no meio do mês para amenizar o atraso dos salários. Foi uma compensação.

Considerando que o Governo já avisou que só paga os atrasados se entrar dinheiro extra, então, resta manter a palavra de pagar o mês dentro do mês.

Dentro do mês é pagar até o último dia.

Fazer malabarismo de caixa para pagar no meio do mês a título de compensação por atrasos não é uma necessidade.

Comentários

  • LEANDRO URBANO

    Sempre é bom levar em consideração que em relação aos salários não pagos da gestão passada, esses salários a título de verba alimentícia que se encontra em atraso são dividas do Estado do RN e não de goverbo X ou Y. No fim, não há salário pago em dia quando se tem dividas salariais em atraso; isso é uma ilusão, é igual ao moinho de vento de Dom Quixote do autor espanhol Miguel de Cervantes.

PAGAR EM DIA NÃO É PAGAR NO MEIO DO MÊS, MESMO QUE SEJA PARA COMPENSAR ATRASADOS.

09 de Abril de 2019 | 09:51hs
Imagem [1]

Para pagar a folha de abril, o Governo do Estado teve que negociar com a Assembleia o atraso no repasse do duodécimo que seria dia 20, para o final do mês.

Tudo bem que a Assembleia tem dinheiro sobrando e não vai fazer falta, isso todos já sabemos, mas essa engenharia orçamentária do Governo é que soa estranha.

Sabemos que a governador Fátima Bezerra inventou essa história de pagar folha no meio do mês para amenizar o atraso dos salários. Foi uma compensação.

Considerando que o Governo já avisou que só paga os atrasados se entrar dinheiro extra, então, resta manter a palavra de pagar o mês dentro do mês.

Dentro do mês é pagar até o último dia.

Fazer malabarismo de caixa para pagar no meio do mês a título de compensação por atrasos não é uma necessidade.

Comentários


  • LEANDRO URBANO

    Sempre é bom levar em consideração que em relação aos salários não pagos da gestão passada, esses salários a título de verba alimentícia que se encontra em atraso são dividas do Estado do RN e não de goverbo X ou Y. No fim, não há salário pago em dia quando se tem dividas salariais em atraso; isso é uma ilusão, é igual ao moinho de vento de Dom Quixote do autor espanhol Miguel de Cervantes.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br