OS ÁUDIOS DAS INVESTIGAÇÕES DEVERIAM SEM LIBERADOS OBJETIVANDO CRIAR CENÁRIOS POLÍTICOS?

02 de Fevereiro de 2019 | 05:37hs

Pessoal, vamos raciocinar sem paixões partidárias e sem rancor.

Pense aqui comigo.

No dia em que se confirmou que Renan Calheiros seria candidato do MDB a presidência da Senado, eis que vaza na imprensa uma conversa telefônica de Renan com Ricardo Saud (JBS), gravada há 4 anos, não se sabe se autorizada ou não pela Justiça.

Bom, vamos ao cerne da questão.

Estou falando de aparelhamento político do Judiciário ou do Ministério Público ou da Polícia Federal.

Vazamentos como esse, visando tirar esse ou aquele proveito político, visando criar essa ou aquela situação política, objetivando desconstruir essa ou aquela imagem pública, são sim aparelhamento político indevido.

E criminoso.

A gente tem visto muito disso por aqui.

Vazamentos que chegam na mídia, sem ninguém saber de onde vieram, e que servem apenas para criar ambiente político para essa ou aquela situação.

A famosa gravação de Lula e Dilma, que chegou a mídia duas horas após ter ocorrido, é o exemplo maior de que fatos investigados que deveriam ser usados como provas para crimes, são usados nesse País para criar o ambiente que se deseja para condenar ou absolver.

Eis a questão.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

OS ÁUDIOS DAS INVESTIGAÇÕES DEVERIAM SEM LIBERADOS OBJETIVANDO CRIAR CENÁRIOS POLÍTICOS?

02 de Fevereiro de 2019 | 05:37hs
Imagem [0]

Pessoal, vamos raciocinar sem paixões partidárias e sem rancor.

Pense aqui comigo.

No dia em que se confirmou que Renan Calheiros seria candidato do MDB a presidência da Senado, eis que vaza na imprensa uma conversa telefônica de Renan com Ricardo Saud (JBS), gravada há 4 anos, não se sabe se autorizada ou não pela Justiça.

Bom, vamos ao cerne da questão.

Estou falando de aparelhamento político do Judiciário ou do Ministério Público ou da Polícia Federal.

Vazamentos como esse, visando tirar esse ou aquele proveito político, visando criar essa ou aquela situação política, objetivando desconstruir essa ou aquela imagem pública, são sim aparelhamento político indevido.

E criminoso.

A gente tem visto muito disso por aqui.

Vazamentos que chegam na mídia, sem ninguém saber de onde vieram, e que servem apenas para criar ambiente político para essa ou aquela situação.

A famosa gravação de Lula e Dilma, que chegou a mídia duas horas após ter ocorrido, é o exemplo maior de que fatos investigados que deveriam ser usados como provas para crimes, são usados nesse País para criar o ambiente que se deseja para condenar ou absolver.

Eis a questão.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br