O FUTURO GOVERNADOR DO RN AINDA NÃO APARECEU NAS PESQUISAS

15 de Dezembro de 2017 | 18:01hs

Todos viram muito claramente no resultado da pesquisa FIERN que os políticos tradicionais estão com o filme queimado perante o eleitor potiguar.

Todas as respostas dadas ao questionário da pesquisa Consult indicam que o eleitor quer votar em nome novo, gente com pensamentos diferente e que tenham credibilidade..

Mas ninguém se engane, não será o novo pelo novo. Esse novo terá que demonstrar pelo menos quatro qualidades:

  1. História de vida. Uma história de vencedor e gestor
  2. Nome limpo.
  3. Credibilidade. Alguém que fale com o povo e as pessoas confiem.
  4. Capacidade. Que demonstre saber como tirar o Estado da crise.

Na pesquisa Fiern está bem claro que o favorito para ganhar a eleição não é Fátima Bezerra, tampouco Carlos Eduardo ou mesmo Robinson Faria. É o novo.

A pesquisa revelou que o novo nesta altura do jogo ainda não apareceu e, se apareceu, ainda está com um traço ou próximo a zero nas intenções de votos.

Isso mesmo, o futuro vencedor da eleição, ainda não tem quase nenhuma intenção de voto. Justamente porque ele será o novo, ainda desconhecido.

Devemos olhar menos para os números quantitativos. E olhar mais para quem tem o perfil do vencedor, aqueles que preenche os requisitos que o eleitor está procurando.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

O FUTURO GOVERNADOR DO RN AINDA NÃO APARECEU NAS PESQUISAS

15 de Dezembro de 2017 | 18:01hs
Imagem [0]

Todos viram muito claramente no resultado da pesquisa FIERN que os políticos tradicionais estão com o filme queimado perante o eleitor potiguar.

Todas as respostas dadas ao questionário da pesquisa Consult indicam que o eleitor quer votar em nome novo, gente com pensamentos diferente e que tenham credibilidade..

Mas ninguém se engane, não será o novo pelo novo. Esse novo terá que demonstrar pelo menos quatro qualidades:

  1. História de vida. Uma história de vencedor e gestor
  2. Nome limpo.
  3. Credibilidade. Alguém que fale com o povo e as pessoas confiem.
  4. Capacidade. Que demonstre saber como tirar o Estado da crise.

Na pesquisa Fiern está bem claro que o favorito para ganhar a eleição não é Fátima Bezerra, tampouco Carlos Eduardo ou mesmo Robinson Faria. É o novo.

A pesquisa revelou que o novo nesta altura do jogo ainda não apareceu e, se apareceu, ainda está com um traço ou próximo a zero nas intenções de votos.

Isso mesmo, o futuro vencedor da eleição, ainda não tem quase nenhuma intenção de voto. Justamente porque ele será o novo, ainda desconhecido.

Devemos olhar menos para os números quantitativos. E olhar mais para quem tem o perfil do vencedor, aqueles que preenche os requisitos que o eleitor está procurando.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br