JUDICIÁRIO DO RN É O ÚNICO ONDE A CRISE NÃO CHEGA

08 de Novembro de 2017 | 12:07hs

Uma questão que já ouvi de várias pessoas, após tomarem conhecimento que o Governo do Estado não repassava o duodécimo há três meses para o Poder Judiciário.

“Ora, se não repassa a três meses e o Judiciário ainda não deu nenhum grito, é sinal que o dinheiro está sobrando por lá, porque os salários e obrigações com fornecedores estão todos em dia”, dizem.

Tem lógica e pertinência. O Judiciário do RN parece uma ilha em relação a situação de penúria do nosso RN.

Não é a toa que em dois anos como presidente do Tribunal de Justiça do RN, o desembargador Cláudio Santos deixou o cargo com 500 milhões de reais em caixa.

Publicidade

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

JUDICIÁRIO DO RN É O ÚNICO ONDE A CRISE NÃO CHEGA

08 de Novembro de 2017 | 12:07hs
Imagem [0]

Uma questão que já ouvi de várias pessoas, após tomarem conhecimento que o Governo do Estado não repassava o duodécimo há três meses para o Poder Judiciário.

“Ora, se não repassa a três meses e o Judiciário ainda não deu nenhum grito, é sinal que o dinheiro está sobrando por lá, porque os salários e obrigações com fornecedores estão todos em dia”, dizem.

Tem lógica e pertinência. O Judiciário do RN parece uma ilha em relação a situação de penúria do nosso RN.

Não é a toa que em dois anos como presidente do Tribunal de Justiça do RN, o desembargador Cláudio Santos deixou o cargo com 500 milhões de reais em caixa.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br