JORGE DO ROSÁRIO FALA SOBRE 2020 E DIZ QUE UNIÃO DEVE SER EM TORNO DE UM PROJETO E NÃO DE UM NOME

05 de Julho de 2019 | 12:14hs

Em entrevista ontem a Rádio Difusora, o presidente municipal do PL, empresário Jorge do Rosário, seu a senha de como o PL e o Movimento Mossoró Melhor estão se posicionando a respeito da eleição municipal de 2020.

Jorge rebateu de imediato qualquer tentativa de vincular o momento político com a fixação de nomes para a disputa. Compreendendo que o papel de quem faz oposição a prefeita Rosalba Ciarlini é de montar um projeto de gestão a ser apresentado à população, Jorge condenou quem está colocando o carro à frente dos bois.

“Não se deve discutir nomes agora, o caminho é de pensarmos juntos um projeto pra Mossoró e no ano que vem buscar um nome ou nomes que possam defender esse projeto junto à população”, disse Jorge.

O presidente do PL rebateu o que trata de equívoco quando se trata de pensar projetos políticos pessoais nesse momento, argumentando que o primeiro passo é de buscar um conjunto de propostas que atendam os anseios da população e de uma futura gestão.

Jorge demonstra preocupação com a construção desse projeto para Mossoró. Ao longo da entrevista concedida ao repórter Joãozinho GPS, o empresário elencou a necessidade de abrir de imediato um diálogo com os diversos setores da cidade e com a população para conhecer as aspirações e os problemas.

Falando em nome da parceria política que tem com Tião Couto, ex-candidato a prefeito e com o qual Jorge compôs chapa como vive, ele não descartou e nem assentiu sobre a possibilidade dele ou Tião saírem candidatos em 2020. “O caminho seria montar o projeto e depois vermos através de pesquisas aquele que teria o melhor perfil para conduzir o projeto”, esclareceu.

O empresário deixou claro a necessidade de união dos partidos e pessoas que desejam defender um projeto alternativo para Mossoró. Ele entende que o que deveria  unir os partidos deveria ser o conteúdo do projeto, a defesa de uma Mossoró melhor.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

JORGE DO ROSÁRIO FALA SOBRE 2020 E DIZ QUE UNIÃO DEVE SER EM TORNO DE UM PROJETO E NÃO DE UM NOME

05 de Julho de 2019 | 12:14hs
Imagem [0]

Em entrevista ontem a Rádio Difusora, o presidente municipal do PL, empresário Jorge do Rosário, seu a senha de como o PL e o Movimento Mossoró Melhor estão se posicionando a respeito da eleição municipal de 2020.

Jorge rebateu de imediato qualquer tentativa de vincular o momento político com a fixação de nomes para a disputa. Compreendendo que o papel de quem faz oposição a prefeita Rosalba Ciarlini é de montar um projeto de gestão a ser apresentado à população, Jorge condenou quem está colocando o carro à frente dos bois.

“Não se deve discutir nomes agora, o caminho é de pensarmos juntos um projeto pra Mossoró e no ano que vem buscar um nome ou nomes que possam defender esse projeto junto à população”, disse Jorge.

O presidente do PL rebateu o que trata de equívoco quando se trata de pensar projetos políticos pessoais nesse momento, argumentando que o primeiro passo é de buscar um conjunto de propostas que atendam os anseios da população e de uma futura gestão.

Jorge demonstra preocupação com a construção desse projeto para Mossoró. Ao longo da entrevista concedida ao repórter Joãozinho GPS, o empresário elencou a necessidade de abrir de imediato um diálogo com os diversos setores da cidade e com a população para conhecer as aspirações e os problemas.

Falando em nome da parceria política que tem com Tião Couto, ex-candidato a prefeito e com o qual Jorge compôs chapa como vive, ele não descartou e nem assentiu sobre a possibilidade dele ou Tião saírem candidatos em 2020. “O caminho seria montar o projeto e depois vermos através de pesquisas aquele que teria o melhor perfil para conduzir o projeto”, esclareceu.

O empresário deixou claro a necessidade de união dos partidos e pessoas que desejam defender um projeto alternativo para Mossoró. Ele entende que o que deveria  unir os partidos deveria ser o conteúdo do projeto, a defesa de uma Mossoró melhor.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br