FUNDO ELEITORAL É UMA FORMA DE LEGALIZAR O DINHEIRO PÚBLICO DENTRO DAS CAMPANHAS

11 de Agosto de 2017 | 09:10hs

A criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para bancar os custos das campanhas eleitorais, na verdade é apenas uma forma de tornar limpo o que já é feito de forma suja.

O dinheiro público já é usado para bancar eleições, através de esquemas de caixa 2 em que as empresas financiam os candidatos por baixo do pano e cobram a fatura através de contratos públicos superfaturados.

A criação de um fundo oficial representa a tentativa de que esse dinheiro chegue nas campanhas de forma lícita.

Mas ninguém garante que além do fundo oficial, o esquema de propinas e o de caixa 2 deixem de existir e que as doações das empresas em troca de contratos públicos faça parte do passado.

Publicidade

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

FUNDO ELEITORAL É UMA FORMA DE LEGALIZAR O DINHEIRO PÚBLICO DENTRO DAS CAMPANHAS

11 de Agosto de 2017 | 09:10hs
Imagem [0]

A criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para bancar os custos das campanhas eleitorais, na verdade é apenas uma forma de tornar limpo o que já é feito de forma suja.

O dinheiro público já é usado para bancar eleições, através de esquemas de caixa 2 em que as empresas financiam os candidatos por baixo do pano e cobram a fatura através de contratos públicos superfaturados.

A criação de um fundo oficial representa a tentativa de que esse dinheiro chegue nas campanhas de forma lícita.

Mas ninguém garante que além do fundo oficial, o esquema de propinas e o de caixa 2 deixem de existir e que as doações das empresas em troca de contratos públicos faça parte do passado.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br