FRUTAS DO RN FICAM COM CREDIBILIDADE ABALADA NA EUROPA, APÓS 10 TONELADAS DE COCAÍNA SEREM ENCONTRADAS

22 de Fevereiro de 2019 | 11:27hs

Essa história das toneladas de cocaína embarcadas pelo porto de Natal para a Holanda está ainda para ser explicada devidamente.

São mais de 10 toneladas de cocaína apreendidas em Natal e na Holanda, transportadas ´por navios dentro das cargas de frutas enviadas aqui pelo RN.

Essa cocaína toda foi colocada dentro das caixas em uma de três possibilidades.

Na fazenda, quando as frutas estavas sendo embaladas para serem enviadas ao Porto.

Na estrada, durante o transporte da fruta da fazenda para o porto.

No porto, após serem estocadas e enquanto aguardavam serem colocadas dentro dos navios.

Trata-se de uma investigação que tem endereços certos. Basta interrogar as três pontas e descobrir onde a droga era implantada nas caixas.

Interessante que no noticiário se fala muito da cocaína apreendida, mas pouco se fala quem são os bandidos por trás disso.

O fato é que agora nossa exportação de frutas está seriamente abalada na sua credibilidade. Daqui pra frente vão partir nosso melão na Europa, sempre pensando no pó.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

FRUTAS DO RN FICAM COM CREDIBILIDADE ABALADA NA EUROPA, APÓS 10 TONELADAS DE COCAÍNA SEREM ENCONTRADAS

22 de Fevereiro de 2019 | 11:27hs
Imagem [0]

Essa história das toneladas de cocaína embarcadas pelo porto de Natal para a Holanda está ainda para ser explicada devidamente.

São mais de 10 toneladas de cocaína apreendidas em Natal e na Holanda, transportadas ´por navios dentro das cargas de frutas enviadas aqui pelo RN.

Essa cocaína toda foi colocada dentro das caixas em uma de três possibilidades.

Na fazenda, quando as frutas estavas sendo embaladas para serem enviadas ao Porto.

Na estrada, durante o transporte da fruta da fazenda para o porto.

No porto, após serem estocadas e enquanto aguardavam serem colocadas dentro dos navios.

Trata-se de uma investigação que tem endereços certos. Basta interrogar as três pontas e descobrir onde a droga era implantada nas caixas.

Interessante que no noticiário se fala muito da cocaína apreendida, mas pouco se fala quem são os bandidos por trás disso.

O fato é que agora nossa exportação de frutas está seriamente abalada na sua credibilidade. Daqui pra frente vão partir nosso melão na Europa, sempre pensando no pó.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br