ESTAMOS OU NÃO ESTAMOS VIVENDO UM MOMENTO DE NOVA POLÍTICA NO BRASIL?

16 de Maio de 2019 | 08:26hs

Eu tou fazendo um esforço danado para tentar entender que danado é isso de nova política, tanto que é pregada nas entrevistas dos que estão ocupando o governo federal.

O que é a nova política?

Penso que enquanto a atitude de não aceitar fazer política como trampolim para ibter vantagens pessoais pode ser sim a nova política.

Atuar na gestão pública para que o dinheiro do contribuinte seja revertido para obras e ações que melhorem a vida do povo pode ser sim a nova política.

Não fazer negociata com o poder, não aceitar suborno, não se corromper, se manter íntegro e se portar de forma ética é sim nova política.

Penso também que empregar 13 parentes nos gabinetes não é nova política.

Penso que pegar de volta parte dos salários dos servidores nomeados nos gabinetes não é nova política.

Penso que anunciar que só nomeia Procurador Geral da República alguém que for aliado do time, não é nova política.

Penso que nomear para cargos de ministro, alguém que confessou caixa 2 na campanha e que é acusado de receber propina, não é nova política.

Penso que pertencer a um partido com fortes indícios de usar laranjas para fazer caixa 2, não é nova política.

Penso que não aceitar diálogo com quem ousa pensar diferente, não é  nova política.

Penso que retaliar universidades porque o pensamento livre pode gerar pessoas que pensam diferente de mim, não é nova política.

Penso que sentar na cadeira de presidente e ao invés de governar consumir as energias em picuinhas nas redes sociais, não é nova política.

A nova política é muito bem-vinda. É necessária.

Mas não para servir apenas de discurso. Tem que dar testemunho diário.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

ESTAMOS OU NÃO ESTAMOS VIVENDO UM MOMENTO DE NOVA POLÍTICA NO BRASIL?

16 de Maio de 2019 | 08:26hs
Imagem [0]

Eu tou fazendo um esforço danado para tentar entender que danado é isso de nova política, tanto que é pregada nas entrevistas dos que estão ocupando o governo federal.

O que é a nova política?

Penso que enquanto a atitude de não aceitar fazer política como trampolim para ibter vantagens pessoais pode ser sim a nova política.

Atuar na gestão pública para que o dinheiro do contribuinte seja revertido para obras e ações que melhorem a vida do povo pode ser sim a nova política.

Não fazer negociata com o poder, não aceitar suborno, não se corromper, se manter íntegro e se portar de forma ética é sim nova política.

Penso também que empregar 13 parentes nos gabinetes não é nova política.

Penso que pegar de volta parte dos salários dos servidores nomeados nos gabinetes não é nova política.

Penso que anunciar que só nomeia Procurador Geral da República alguém que for aliado do time, não é nova política.

Penso que nomear para cargos de ministro, alguém que confessou caixa 2 na campanha e que é acusado de receber propina, não é nova política.

Penso que pertencer a um partido com fortes indícios de usar laranjas para fazer caixa 2, não é nova política.

Penso que não aceitar diálogo com quem ousa pensar diferente, não é  nova política.

Penso que retaliar universidades porque o pensamento livre pode gerar pessoas que pensam diferente de mim, não é nova política.

Penso que sentar na cadeira de presidente e ao invés de governar consumir as energias em picuinhas nas redes sociais, não é nova política.

A nova política é muito bem-vinda. É necessária.

Mas não para servir apenas de discurso. Tem que dar testemunho diário.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br