EM BUSCA DE NOME NOVO PARA MOSSORÓ, ARTICULADORES MIRAM EM PADRE CHARLES LAMARTINE

14 de Maio de 2019 | 11:47hs

Tem se tornado mais frequente nas rodas de conversa sobre política em Mossoró e nos alpendres a sugestão de que se busque um nome “novo” para a disputa de 2020.

Baseados na acentuada queda de intenções de voto em Rosalba Ciarlini e na falta de atratividade na oposição, vários articuladores políticos têm defendido a proposta do nome novo e diferente.

E quando o assunto é novidade, o nome que aparece de forma mais frequente é do Padre Charles Lamartine, diretor do Colégio Diocesano Santa Luzia.

Os defensores de Padre Charles argumentam que se trata de um nome com moral elevada, com perfil conciliador e com capacidade administrativa, conforme tem demonstrado na gestão que faz no Colégio Diocesano.

Pesa contra a indicação o fato do bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, ser completamente contrário a presença de sacerdotes nas chapas eleitorais.

Charles, por sua vez, tem enorme simpatia pelos assuntos políticos, tem sido ouvido algumas vezes e não foi taxativo com nenhum interlocutor que o procurou até o momento nem para um sim, nem para um não.

Comentários

  • Rocha Neto

    O Diocesano não é Mossoró, e Mossoró não é Diocesano. A periferia não sabe quem é o Padre Charles, conseqüentemente Padre Charles não sabe onde fica a periferia mossoroense, sem esquecer a zona rural. Hoje seria candidato de uma parcela de eleitores seletos...

EM BUSCA DE NOME NOVO PARA MOSSORÓ, ARTICULADORES MIRAM EM PADRE CHARLES LAMARTINE

14 de Maio de 2019 | 11:47hs
Imagem [1]

Tem se tornado mais frequente nas rodas de conversa sobre política em Mossoró e nos alpendres a sugestão de que se busque um nome “novo” para a disputa de 2020.

Baseados na acentuada queda de intenções de voto em Rosalba Ciarlini e na falta de atratividade na oposição, vários articuladores políticos têm defendido a proposta do nome novo e diferente.

E quando o assunto é novidade, o nome que aparece de forma mais frequente é do Padre Charles Lamartine, diretor do Colégio Diocesano Santa Luzia.

Os defensores de Padre Charles argumentam que se trata de um nome com moral elevada, com perfil conciliador e com capacidade administrativa, conforme tem demonstrado na gestão que faz no Colégio Diocesano.

Pesa contra a indicação o fato do bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, ser completamente contrário a presença de sacerdotes nas chapas eleitorais.

Charles, por sua vez, tem enorme simpatia pelos assuntos políticos, tem sido ouvido algumas vezes e não foi taxativo com nenhum interlocutor que o procurou até o momento nem para um sim, nem para um não.

Comentários


  • Rocha Neto

    O Diocesano não é Mossoró, e Mossoró não é Diocesano. A periferia não sabe quem é o Padre Charles, conseqüentemente Padre Charles não sabe onde fica a periferia mossoroense, sem esquecer a zona rural. Hoje seria candidato de uma parcela de eleitores seletos...

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br