E APÓS A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, QUAL SERÁ O DISCURSO ALARMISTA QUE O GOVERNO VAI UTILIZAR?

07 de Junho de 2019 | 12:13hs

Fico imaginando qual o discurso que o governo Bolsonaro vai usar após concluir a reforma da previdência. Qual alarme será acionado?

Sabe-se que atualmente o governo joga todo o peso da gestão nessa reforma. A vende como sendo o último bastião para salvar o País. Vende a salvação da pátria no pós-reforma.

O detalhe é que a reforma nem de longe cumprirá tal papel.

Mesmo porque seus efeitos são a médio e longo prazo. Dez anos no mínimo.

Porém, a retração da economia é pra já. Está afetando a todos.

Por enquanto, o governo se agarra na reforma como sendo a solução. “Aprovem a reforma e tudo se revolverá”, dizem os governistas a cada entrevista.

A não ser que o governo esteja projetando o mesmo discurso com as reformas que virão logo após. A tributária. A política.

Só que um dia o povo cansa.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

E APÓS A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, QUAL SERÁ O DISCURSO ALARMISTA QUE O GOVERNO VAI UTILIZAR?

07 de Junho de 2019 | 12:13hs
Imagem [0]

Fico imaginando qual o discurso que o governo Bolsonaro vai usar após concluir a reforma da previdência. Qual alarme será acionado?

Sabe-se que atualmente o governo joga todo o peso da gestão nessa reforma. A vende como sendo o último bastião para salvar o País. Vende a salvação da pátria no pós-reforma.

O detalhe é que a reforma nem de longe cumprirá tal papel.

Mesmo porque seus efeitos são a médio e longo prazo. Dez anos no mínimo.

Porém, a retração da economia é pra já. Está afetando a todos.

Por enquanto, o governo se agarra na reforma como sendo a solução. “Aprovem a reforma e tudo se revolverá”, dizem os governistas a cada entrevista.

A não ser que o governo esteja projetando o mesmo discurso com as reformas que virão logo após. A tributária. A política.

Só que um dia o povo cansa.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br