DEPOIS DE DIVERSOS CALOTES NOS ANÚNCIO DE INVESTIMENTOS DA PETROBRAS PARA O RN, PREFIRO ESPERAR SENTADO

30 de Maio de 2019 | 10:19hs

Confesso que não senti empolgação nenhuma quando li ontem nas manchetes dos jornais a notícia de que a Petrobras vai retomar os investimentos no Rio Grande do Norte.

Diz a manchete: PETROBRAS ANUNCIA INVESTIMENTOS DE 198 MILHÕES DE DÓLARES PARA O RN

Só para começar a análise da notícia, basta dizer que os números não batem. Teve jornal que anunciou 198 milhões de dólares em 2019 e teve quem afirmasse ser 668 milhões de dólares.

Só por isso já podemos desconfiar.

Junto com às notícias, as fotos de alguns representantes políticos com o presidente da Petrobras, numa espécie de comemoração pela boa nova.

A informação não é clara, não diz como, nem quando.

Fala-se em investir na refinaria Clara Camarão, aquela mesma que não faz nem dois anos que a Petrobras reduziu drasticamente sua capacidade de produção.

Fala-se em parceria com a iniciativa provada. Vai vender? Ninguém sabe.

É estranho que a Petrobras anuncie que vai investir tanto dinheiro na produção do RN e o governo esteja desesperadamente tentando vender os royalties dos próximos quatro anos e ninguém esteja interessado em comprar.

O que existe de concreto mesmo é uma cena que todos nós estamos acostumados a ver.

Políticos usando a informação para colher seus dividendos eleitorais junto à população.

Postando a notícia e as fotos.

Posando de pai ou mãe da criança.

De algo que ninguém sabe se vai acontecer ou como vai acontecer.

Ano a ano a Petrobras oferece um cala boca ao povo potiguar anunciando investimentos e ações que nunca saem do papel.

E cada anúncio a classe política posa de pai da criança.

Eu, cá do meu jeito, prefiro esperar pra ver quando essa notícia sai do papel e vira realidade.

Quando os empregos voltarem, a economia sentir o efeito dos investimentos, a produção aumentar, aí sim, eu faço uma festa.

Por enquanto, prefiro esperar sentado.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

DEPOIS DE DIVERSOS CALOTES NOS ANÚNCIO DE INVESTIMENTOS DA PETROBRAS PARA O RN, PREFIRO ESPERAR SENTADO

30 de Maio de 2019 | 10:19hs
Imagem [0]

Confesso que não senti empolgação nenhuma quando li ontem nas manchetes dos jornais a notícia de que a Petrobras vai retomar os investimentos no Rio Grande do Norte.

Diz a manchete: PETROBRAS ANUNCIA INVESTIMENTOS DE 198 MILHÕES DE DÓLARES PARA O RN

Só para começar a análise da notícia, basta dizer que os números não batem. Teve jornal que anunciou 198 milhões de dólares em 2019 e teve quem afirmasse ser 668 milhões de dólares.

Só por isso já podemos desconfiar.

Junto com às notícias, as fotos de alguns representantes políticos com o presidente da Petrobras, numa espécie de comemoração pela boa nova.

A informação não é clara, não diz como, nem quando.

Fala-se em investir na refinaria Clara Camarão, aquela mesma que não faz nem dois anos que a Petrobras reduziu drasticamente sua capacidade de produção.

Fala-se em parceria com a iniciativa provada. Vai vender? Ninguém sabe.

É estranho que a Petrobras anuncie que vai investir tanto dinheiro na produção do RN e o governo esteja desesperadamente tentando vender os royalties dos próximos quatro anos e ninguém esteja interessado em comprar.

O que existe de concreto mesmo é uma cena que todos nós estamos acostumados a ver.

Políticos usando a informação para colher seus dividendos eleitorais junto à população.

Postando a notícia e as fotos.

Posando de pai ou mãe da criança.

De algo que ninguém sabe se vai acontecer ou como vai acontecer.

Ano a ano a Petrobras oferece um cala boca ao povo potiguar anunciando investimentos e ações que nunca saem do papel.

E cada anúncio a classe política posa de pai da criança.

Eu, cá do meu jeito, prefiro esperar pra ver quando essa notícia sai do papel e vira realidade.

Quando os empregos voltarem, a economia sentir o efeito dos investimentos, a produção aumentar, aí sim, eu faço uma festa.

Por enquanto, prefiro esperar sentado.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br