DE CADA TRÊS BRASILEIROS, UM APROVA BOLSONARO, OUTRO DESAPROVA E O OUTRO ESTÁ RETICENTE

27 de Junho de 2019 | 15:30hs

Segundo o Ibope, em pesquisa contratada pela Fiesp e divulgada hoje, o governo de Jair Bolsonaro é avaliado por 32% da população como ótimo e bom. 32% acham regular e outros 32% acham ruim e péssimo.

Na ponta do lápis de cada três brasileiros, um aprova, um desaprova e o outro acha mais ou menos.

Nas trincheiras em que se transformou o Brasil de esquerda e direita, se poderia dizer que de cada três brasileiros, um joga no time bolsonarista, outro joga no time lulista e um outro assiste a briga dos dois sem se meter.

O que não se pode esquecer na pesquisa de hoje do Ibope é que a avaliação de desempenho de Bolsonaro continua a cair. Hoje, mais da metade dos brasileiros, 51%, não confiam no presidente Bolsonaro.

46% aprovam sua gestão e 48% desaprovam.

Com apenas seis meses de mandato, a nova política ainda surge como uma dúvida e sob o olhar de desconfiança dos brasileiros.

A pesquisa foi realizada de 20 a 23 de junho, ouviu 2.000 pessoas em 126 municípios.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

DE CADA TRÊS BRASILEIROS, UM APROVA BOLSONARO, OUTRO DESAPROVA E O OUTRO ESTÁ RETICENTE

27 de Junho de 2019 | 15:30hs
Imagem [0]

Segundo o Ibope, em pesquisa contratada pela Fiesp e divulgada hoje, o governo de Jair Bolsonaro é avaliado por 32% da população como ótimo e bom. 32% acham regular e outros 32% acham ruim e péssimo.

Na ponta do lápis de cada três brasileiros, um aprova, um desaprova e o outro acha mais ou menos.

Nas trincheiras em que se transformou o Brasil de esquerda e direita, se poderia dizer que de cada três brasileiros, um joga no time bolsonarista, outro joga no time lulista e um outro assiste a briga dos dois sem se meter.

O que não se pode esquecer na pesquisa de hoje do Ibope é que a avaliação de desempenho de Bolsonaro continua a cair. Hoje, mais da metade dos brasileiros, 51%, não confiam no presidente Bolsonaro.

46% aprovam sua gestão e 48% desaprovam.

Com apenas seis meses de mandato, a nova política ainda surge como uma dúvida e sob o olhar de desconfiança dos brasileiros.

A pesquisa foi realizada de 20 a 23 de junho, ouviu 2.000 pessoas em 126 municípios.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br