CONGRESSO NÃO VOTA REFORMA ELEITORAL NO PRAZO E CLÁUDIA REGINA NÃO PODERÁ SER CANDIDATA EM 2020

03 de Outubro de 2019 | 10:47hs

Definitivamente a ex-prefeita Cláudia Regina não poderá participar da eleição em 2020.

Na reforma eleitoral aprovada, uma das mudanças previstas era a regra da inelegibilidade, prevendo que o prazo da lei da ficha limpa para administradores condenados com a perda dos direitos políticos seria contado na data da posse e não na data do pedido do registro de candidatura.

Cláudia perdeu os direitos políticos por oito anos. Na mudança da lei ela seria beneficiada.

Contudo, Bolsonaro vetou esta parte da reforma.

O Congresso Nacional não se reuniu a tempo de analisar os vetos. Essa regra teria que estar valendo pelo menos um ano antes da eleição. O pleito em 2020 está marcado para 5 de outubro.

Os congressistas decidiram analisar os vetos de Bolsonaro apenas na terça-feira (dia 9) da semana que vem, ou seja, quando já será menos de um ano para o pleito.

Dessa forma, a ex-prefeita não poderá disputar a eleição. Está fora do páreo.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

CONGRESSO NÃO VOTA REFORMA ELEITORAL NO PRAZO E CLÁUDIA REGINA NÃO PODERÁ SER CANDIDATA EM 2020

03 de Outubro de 2019 | 10:47hs
Imagem [0]

Definitivamente a ex-prefeita Cláudia Regina não poderá participar da eleição em 2020.

Na reforma eleitoral aprovada, uma das mudanças previstas era a regra da inelegibilidade, prevendo que o prazo da lei da ficha limpa para administradores condenados com a perda dos direitos políticos seria contado na data da posse e não na data do pedido do registro de candidatura.

Cláudia perdeu os direitos políticos por oito anos. Na mudança da lei ela seria beneficiada.

Contudo, Bolsonaro vetou esta parte da reforma.

O Congresso Nacional não se reuniu a tempo de analisar os vetos. Essa regra teria que estar valendo pelo menos um ano antes da eleição. O pleito em 2020 está marcado para 5 de outubro.

Os congressistas decidiram analisar os vetos de Bolsonaro apenas na terça-feira (dia 9) da semana que vem, ou seja, quando já será menos de um ano para o pleito.

Dessa forma, a ex-prefeita não poderá disputar a eleição. Está fora do páreo.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br