COM 360%, RN TEM MAIOR AUMENTO DE CASOS DE HOMICÍDIO EM 10 ANOS

22 de Março de 2016 | 15:32hs

O Rio Grande do Norte é o estado brasileiro que registrou o maior crescimento na taxa de homicídios e também o que contabilizou o maior crescimento em números absolutos de assassinatos do país entre os anos de 2004 e 2014, segundo mostra o Atlas da Violência – estudo divulgado nesta terça-feira (22) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Neste período, de acordo com o Ipea, a variação da taxa de homicídio por 100 mil habitantes foi de mais 308,1% no Rio Grande do Norte. Já o aumento no número de assassinatos, foi de 360,8%. Em 2004, o estudo revela que 342 foram assassinadas no RN. Já em 2014, foram 1.576 vítimas.

O estudo também traz um ranking que lista as 20 cidades mais violentas do país. E três delas são potiguares: Macaíba, Natal e Mossoró. Em Macaíba, a 5ª no ranking, a taxa foi de 72,4 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. Mossoró é a nona, com taxa de 71,5. Natal é a 16ª, com taxa de 62,1.

Ainda levando em consideração os dados de 2014, o estado aparece como o quarto mais violento. Com uma taxa de 46,2 mortos para cada grupo de 100 mil habitantes, o Rio Grande do Norte fica atrás apenas de Alagoas (taxa 63), Ceará (52,2) e Sergipe (49,4).

O Nordeste é a região do Brasil que registrou o maior crescimento de homicídios em uma década, ainda segundo o Atlas da Violência 2016. Apenas em 2014, 59.627 pessoas foram vítimas de homicídio no Brasil. Com uma taxa de homicídios de 29,1 por 100 mil habitantes, o país já é responsável por mais de 10% dos números registrados no mundo. O país está entre as 12 maiores taxas de homicídios por 10 mil habitantes, em comparação com uma lista de 154 países.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

COM 360%, RN TEM MAIOR AUMENTO DE CASOS DE HOMICÍDIO EM 10 ANOS

22 de Março de 2016 | 15:32hs
Imagem [0]

O Rio Grande do Norte é o estado brasileiro que registrou o maior crescimento na taxa de homicídios e também o que contabilizou o maior crescimento em números absolutos de assassinatos do país entre os anos de 2004 e 2014, segundo mostra o Atlas da Violência – estudo divulgado nesta terça-feira (22) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Neste período, de acordo com o Ipea, a variação da taxa de homicídio por 100 mil habitantes foi de mais 308,1% no Rio Grande do Norte. Já o aumento no número de assassinatos, foi de 360,8%. Em 2004, o estudo revela que 342 foram assassinadas no RN. Já em 2014, foram 1.576 vítimas.

O estudo também traz um ranking que lista as 20 cidades mais violentas do país. E três delas são potiguares: Macaíba, Natal e Mossoró. Em Macaíba, a 5ª no ranking, a taxa foi de 72,4 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. Mossoró é a nona, com taxa de 71,5. Natal é a 16ª, com taxa de 62,1.

Ainda levando em consideração os dados de 2014, o estado aparece como o quarto mais violento. Com uma taxa de 46,2 mortos para cada grupo de 100 mil habitantes, o Rio Grande do Norte fica atrás apenas de Alagoas (taxa 63), Ceará (52,2) e Sergipe (49,4).

O Nordeste é a região do Brasil que registrou o maior crescimento de homicídios em uma década, ainda segundo o Atlas da Violência 2016. Apenas em 2014, 59.627 pessoas foram vítimas de homicídio no Brasil. Com uma taxa de homicídios de 29,1 por 100 mil habitantes, o país já é responsável por mais de 10% dos números registrados no mundo. O país está entre as 12 maiores taxas de homicídios por 10 mil habitantes, em comparação com uma lista de 154 países.

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br