COLUNA DE NETO QUEIROZ - 18/08/2015- TERÇA-FEIRA

18 de Agosto de 2015 | 08:20hs

O QUE CADA TUCANO QUER

Os tucanos estão posando de moralistas. O PSDB entende que quanto mais o PT afunda, mais o tucanato emerge. O senador Aécio Neves sonha com a cassação de mandato de Dilma pelo TSE. Ele não quer nem ouvir falar em impeachment. Muito menos renúncia. Pelo simples fato que impeachment ou renúncia implica que o vice-presidente Michel Temer assuma o poder. Caso o TSE casse o mandato, Temer vai junto e teríamos novas eleições e Aécio poderia ser candidato. Geraldo Alckmin não quer impeachment, nem cassação e nem renúncia. Ele quer que Dilma permaneça sangrando até 2018. Só assim Alckmin teria condições de disputar a presidência, se ela cair antes ele teria que renunciar ao Governo de São Paulo. José Serra sabe que se houver novas eleições a vez é de Aécio. E se tiver eleição somente em 2018 aí ele teria além de Aécio a concorrência de Alckmin. Para Serra o melhor mesmo é Michel Temer assumir porque ele já conversou com o vice-presidente e tem promessas de ser convocado para um super ministério. De um jeito ou de outro, o PSDB não está sintonizado com o sentimento das ruas, apenas com seus próprios interesses.

 NOTAS GERAIS

NAVARRO FOI NOMEADO

A presidente Dilma Rousseff nomeou hoje o desembargador federal, potiguar Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, que preside o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, com sede em Recife, para o cargo de  ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

TSE JULGA DISSON

A pauta de julgamentos do Tribunal Superior Eleitoral irá apreciar hoje a situação de um deputado estadual do RN. Na pauta está o recurso contra a expedição do diploma do deputado estadual Rudson Lisboa, o "Disson" (PSD) que foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN).

CONTAS FORAM REPROVADAS

De acordo com os autos, Disson  exerceu mandato em Goianinha/RN nos anos de 2001 a 2008 e, conforme previsão constitucional, submeteu suas contas ao julgo preliminar do TCE/RN, que julgou irregulares as contas prestadas, nos autos do processo nº 003846/2006-TC, de 22 de agosto de 2012.

O SUPLENTE É MAJOR FERNANDES

Dison Lisboa foi condenado em segunda instância por um colegiado, nessa situação ele fica incluso na Lei do Ficha Limpa e não poderia ter sido candidato na eleição do ano passado. Caso seja condenado no TSE, a vaga na Assembléia Legislativa seria assumida pelo suplente Major Fernandes.

RECOMENDAÇÕES DO TCE

O TCE   emitiu recomendações sobre a situação de 1.645 servidores públicos de prefeituras, câmaras municipais e órgãos da administração direta e indireta do Estado. Várias irregularidades foram detectadas quanto a esses servidores.

CASOS  QUE FORAM ENCONTRADOS

Uma das constatações foi de que 27 pessoas dadas como mortas continuam recebendo salário no Rio Grande do Norte. Há, por exemplo, servidor que possui 12 vínculos com 10 prefeituras diferentes.  Também foi identificado um servidor que recebe mensalmente mais de R$ 50 mil de remuneração.

PLUGADO

Segundo o instituto Datafolha em pesquisa feita no domingo, 82% dos participantes dos protestos acham que a presidente deve sofrer o impeachment.

 85% dos entrevistados defendem que Dilma deve renunciar ao mandato. Outros 49% acham que Dilma sairá da Presidência. E 44% acham que isso não vai acontecer.

A reprovação da presidente, que na última pesquisa do instituto foi de 71%, atingiu 95% entre os participantes do protesto no último domingo.

Esse foi o índice dos que responderam considerar o governo da presidente ruim ou péssimo. 4% consideram o governo regular e 1%, bom ou ótimo.

O Datafolha também perguntou sobre a preferência do voto, em caso de cassação da chapa Dilma/Michel Temer, o que provocaria novas eleições.

67% dos presentes disseram que votariam no senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo o Datafolha, o único outro político que apareceu com números expressivos foi Marina Silva, do PSB.

RÁPIDAS

Sobre os protestos do domingo há um consenso entre todos. Eles foram movimentos pacíficos em todo o Brasil.

Discursando domingo  em Belo Horizonte o senador Aécio Neves exagerou e disse que é hora de chegarem juntos ao Poder.

O ex-presidente FHC defendeu a renúncia de Dilma Rousseff dizendo que hoje ela é uma presidente ilegítima.

Interessante em Natal foi ver Rogério Marinho, Felipe Maia e José Agripino no meio dos protestos na Capital do Estado.

Também em Natal causou surpresa cartazes com fotos de Fátima Bezerra e Fernando Mineiro com o nome de “procurados”.

 GILBERTO OCHHI

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, esteve ontem em Mossoró e fez a entrega das casas construídas através do programa Minha Casa Minha Vida no residencial Santa Júlia. O ministro foi recebido pelo deputado federal mossoroense Beto Rosado e o prefeito Francisco José Júnior.

 

 

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

COLUNA DE NETO QUEIROZ - 18/08/2015- TERÇA-FEIRA

18 de Agosto de 2015 | 08:20hs
Imagem [0]

O QUE CADA TUCANO QUER

Os tucanos estão posando de moralistas. O PSDB entende que quanto mais o PT afunda, mais o tucanato emerge. O senador Aécio Neves sonha com a cassação de mandato de Dilma pelo TSE. Ele não quer nem ouvir falar em impeachment. Muito menos renúncia. Pelo simples fato que impeachment ou renúncia implica que o vice-presidente Michel Temer assuma o poder. Caso o TSE casse o mandato, Temer vai junto e teríamos novas eleições e Aécio poderia ser candidato. Geraldo Alckmin não quer impeachment, nem cassação e nem renúncia. Ele quer que Dilma permaneça sangrando até 2018. Só assim Alckmin teria condições de disputar a presidência, se ela cair antes ele teria que renunciar ao Governo de São Paulo. José Serra sabe que se houver novas eleições a vez é de Aécio. E se tiver eleição somente em 2018 aí ele teria além de Aécio a concorrência de Alckmin. Para Serra o melhor mesmo é Michel Temer assumir porque ele já conversou com o vice-presidente e tem promessas de ser convocado para um super ministério. De um jeito ou de outro, o PSDB não está sintonizado com o sentimento das ruas, apenas com seus próprios interesses.

 NOTAS GERAIS

NAVARRO FOI NOMEADO

A presidente Dilma Rousseff nomeou hoje o desembargador federal, potiguar Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, que preside o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, com sede em Recife, para o cargo de  ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

TSE JULGA DISSON

A pauta de julgamentos do Tribunal Superior Eleitoral irá apreciar hoje a situação de um deputado estadual do RN. Na pauta está o recurso contra a expedição do diploma do deputado estadual Rudson Lisboa, o "Disson" (PSD) que foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN).

CONTAS FORAM REPROVADAS

De acordo com os autos, Disson  exerceu mandato em Goianinha/RN nos anos de 2001 a 2008 e, conforme previsão constitucional, submeteu suas contas ao julgo preliminar do TCE/RN, que julgou irregulares as contas prestadas, nos autos do processo nº 003846/2006-TC, de 22 de agosto de 2012.

O SUPLENTE É MAJOR FERNANDES

Dison Lisboa foi condenado em segunda instância por um colegiado, nessa situação ele fica incluso na Lei do Ficha Limpa e não poderia ter sido candidato na eleição do ano passado. Caso seja condenado no TSE, a vaga na Assembléia Legislativa seria assumida pelo suplente Major Fernandes.

RECOMENDAÇÕES DO TCE

O TCE   emitiu recomendações sobre a situação de 1.645 servidores públicos de prefeituras, câmaras municipais e órgãos da administração direta e indireta do Estado. Várias irregularidades foram detectadas quanto a esses servidores.

CASOS  QUE FORAM ENCONTRADOS

Uma das constatações foi de que 27 pessoas dadas como mortas continuam recebendo salário no Rio Grande do Norte. Há, por exemplo, servidor que possui 12 vínculos com 10 prefeituras diferentes.  Também foi identificado um servidor que recebe mensalmente mais de R$ 50 mil de remuneração.

PLUGADO

Segundo o instituto Datafolha em pesquisa feita no domingo, 82% dos participantes dos protestos acham que a presidente deve sofrer o impeachment.

 85% dos entrevistados defendem que Dilma deve renunciar ao mandato. Outros 49% acham que Dilma sairá da Presidência. E 44% acham que isso não vai acontecer.

A reprovação da presidente, que na última pesquisa do instituto foi de 71%, atingiu 95% entre os participantes do protesto no último domingo.

Esse foi o índice dos que responderam considerar o governo da presidente ruim ou péssimo. 4% consideram o governo regular e 1%, bom ou ótimo.

O Datafolha também perguntou sobre a preferência do voto, em caso de cassação da chapa Dilma/Michel Temer, o que provocaria novas eleições.

67% dos presentes disseram que votariam no senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo o Datafolha, o único outro político que apareceu com números expressivos foi Marina Silva, do PSB.

RÁPIDAS

Sobre os protestos do domingo há um consenso entre todos. Eles foram movimentos pacíficos em todo o Brasil.

Discursando domingo  em Belo Horizonte o senador Aécio Neves exagerou e disse que é hora de chegarem juntos ao Poder.

O ex-presidente FHC defendeu a renúncia de Dilma Rousseff dizendo que hoje ela é uma presidente ilegítima.

Interessante em Natal foi ver Rogério Marinho, Felipe Maia e José Agripino no meio dos protestos na Capital do Estado.

Também em Natal causou surpresa cartazes com fotos de Fátima Bezerra e Fernando Mineiro com o nome de “procurados”.

 GILBERTO OCHHI

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, esteve ontem em Mossoró e fez a entrega das casas construídas através do programa Minha Casa Minha Vida no residencial Santa Júlia. O ministro foi recebido pelo deputado federal mossoroense Beto Rosado e o prefeito Francisco José Júnior.

 

 

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br