COLUNA DE NETO QUEIROZ - 07/11/2015- SABADO

07 de Novembro de 2015 | 00:04hs

Coluna de Neto Queiroz – para dia 07-11- sábado –

O PACOTE QUE NÃO DEU CERTO

O governador Robinson Faria está começando a sentir a tremenda “bola fora” que foi a idéia de aumentar os impostos como forma de arrecadar mais. A princípio a estratégia era simples. Impostos mais altos, mais dinheiro em caixa. O jogo começou a virar com o aumento do IPVA de 2,5% para 3%. As revendedoras de veículos relataram que os proprietários estão preferindo emplacar seus carros no Ceará e na Paraíba, onde o IPVA é menor. Assim, os carros vão trafegar no Rio Grande do Norte e pagar o imposto a outro Estado. Agora, a Ambev anuncia que vai fechar sua fábrica no Rio Grande do Norte. O motivo foi o aumento de impostos que elevou o ICMS da cerveja para 28% e o ICMS do refrigerante para 18%. Segundo a Ambev serão cerca de 15 mil pessoas afetadas entre empregos diretos e envolvidos na cadeia produtiva das bebidas. O aumento de imposto afasta os empreendedores que vão procurar outro Estado onde a sede do Estado não seja tão grande. O tiro saiu pela culatra, o pacotão aprovado como a salvação das finanças do RN, acabou sendo um passo atrás, porque afugentamos que poderia vir para cá, expulsamos os que já estão aqui. O Rio Grande do Norte caminho para trás a passos largos.

 

NOTAS GERAIS

INCERTEZA VAI DEMORAR

Embora as opiniões se dividam entre os juristas sobre o julgamento de Rosalba no TSE, com relação ao enquadramento da ex-governadora na Lei do Ficha Limpa, o certo mesmo é que a discussão vai demorar por longos meses.

 

SER OU NÃO SER

A situação vai funcionar como uma espada que pende acima da cabeça de Rosalba, prestes a desabar. A dúvida só será esclarecida quando Rosalba se candidatar a pedir o registro da chapa e o MP e a oposição ingressarem com pedido de impugnação. Até lá, continua o ser ou não ser.

 

O FAVORITISMO DE ROSALBA

A pergunta que mais me fazem  nestes últimos dias é se Rosalba é imbatível ou não, caso venha a concorrer a Prefeitura de Mossoró no ano que vem. A resposta é uma só: não existe candidato imbatível em eleição.

 

O VOTO É MAIS QUALIFICADO

Rosalba leva uma vantagem pelo histórico político dela em Mossoró e pelas próprias pesquisas que estão sendo feitas. Mas, não será um caminho tão fácil para ela. A população hoje é bem informada, conhece os fatos, faz questionamentos, não é tão simples levar o eleitor no bico.

 

FAFÁ FALOU COM FIRMEZA

A ex-prefeita Fafá Rosado foi firme ao conceder uma entrevista e dizer que sua candidatura a prefeita de Mossoró em 2016 independe se Rosalba será candidata ou não. Fafá deixou claro que pretende disputar, mesmo contra Rosalba.

 

CADA UMA NO SEU LUGAR

Para mim causou certa surpresa, pois julgava que o grupo de Fafá Rosado estivesse montando seu projeto político em sintonia com o de Rosalba. Um mesmo plano. Mas, as declarações deixam claro que cada uma está pisando em faixa própria.

 

PLUGADO

Quando o presidente da Assembléia Legislativa, Ezequiel Ferreira, anuncia que está cortando os gastos no Legislativo, fico imaginando se ele acha que o povo potiguar tem titica na cabeça.

 

A menos que Ezequiel ache que estabelecer uma diária para um deputado no valor de R$ 1.600,00, superior a dois salários mínimos, é sinônimo de economia e de austeridade.

 

Ezequiel, na comemoração do dia do servidor público, fez um discurso citando a  implantação de uma brigada de incêndio na Casa como um dos benefícios que trouxe para o servidor da Assembleia.

 

Eu diria que Ezequiel estava fazendo a coisa certa se ele abrisse a caixa preta da Assembleia. São milhares de cargos comissionados que ninguém não sabe quem é. Porteira aberta.

 

Na Assembleia não há  controle sobre cargos, os gabinetes estão superlotados, nomeia-se diariamente  novos comissionados que inflam uma folha misteriosa e onerosa.

 

E se o cidadão for para o Portal da Transparência atrás dos nomes dos comissionados e quanto ganham, não vai conseguir nada, porque as informações não são acessíveis.

 

RÁPIDAS

São muitas as prefeituras do interior do RN que estão acumulando dois ou três meses de salários dos servidores atrasados.

 

Outro número significativo de prefeituras está inadimplente com obrigações federais e estão na lista dos municípios bloqueados para receber recursos federais.

 

E para piorar o quadro, são muitas também as que estão com quase a totalidade das obras paradas em virtude de atraso com os fornecedores.

 

Fazia uns vinte anos que a inflação brasileira não ia tão longe. O acumulado de janeiro a outubro deste ao é o maior desde 2006.

 

O campeonato potiguar de futebol tem data certa para começar. A estréia é no dia 24 de janeiro. A final está marcada para 15 de maio.

 

NOTA COM EDUARDO CUNHA

Eduardo Cunha já montou a sua farsa. Vai justificar que o dinheiro na Suiça foi proveniente da venda de carne enlatada. Eduardo Cunha vai dizer que são ganhos comerciais e de empresas, por isso disse que não tinha contas em seu nome. A engenharia de toda a mentira já está pronta.

 

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro.

COLUNA DE NETO QUEIROZ - 07/11/2015- SABADO

07 de Novembro de 2015 | 00:04hs
Imagem [0]

Coluna de Neto Queiroz – para dia 07-11- sábado –

O PACOTE QUE NÃO DEU CERTO

O governador Robinson Faria está começando a sentir a tremenda “bola fora” que foi a idéia de aumentar os impostos como forma de arrecadar mais. A princípio a estratégia era simples. Impostos mais altos, mais dinheiro em caixa. O jogo começou a virar com o aumento do IPVA de 2,5% para 3%. As revendedoras de veículos relataram que os proprietários estão preferindo emplacar seus carros no Ceará e na Paraíba, onde o IPVA é menor. Assim, os carros vão trafegar no Rio Grande do Norte e pagar o imposto a outro Estado. Agora, a Ambev anuncia que vai fechar sua fábrica no Rio Grande do Norte. O motivo foi o aumento de impostos que elevou o ICMS da cerveja para 28% e o ICMS do refrigerante para 18%. Segundo a Ambev serão cerca de 15 mil pessoas afetadas entre empregos diretos e envolvidos na cadeia produtiva das bebidas. O aumento de imposto afasta os empreendedores que vão procurar outro Estado onde a sede do Estado não seja tão grande. O tiro saiu pela culatra, o pacotão aprovado como a salvação das finanças do RN, acabou sendo um passo atrás, porque afugentamos que poderia vir para cá, expulsamos os que já estão aqui. O Rio Grande do Norte caminho para trás a passos largos.

 

NOTAS GERAIS

INCERTEZA VAI DEMORAR

Embora as opiniões se dividam entre os juristas sobre o julgamento de Rosalba no TSE, com relação ao enquadramento da ex-governadora na Lei do Ficha Limpa, o certo mesmo é que a discussão vai demorar por longos meses.

 

SER OU NÃO SER

A situação vai funcionar como uma espada que pende acima da cabeça de Rosalba, prestes a desabar. A dúvida só será esclarecida quando Rosalba se candidatar a pedir o registro da chapa e o MP e a oposição ingressarem com pedido de impugnação. Até lá, continua o ser ou não ser.

 

O FAVORITISMO DE ROSALBA

A pergunta que mais me fazem  nestes últimos dias é se Rosalba é imbatível ou não, caso venha a concorrer a Prefeitura de Mossoró no ano que vem. A resposta é uma só: não existe candidato imbatível em eleição.

 

O VOTO É MAIS QUALIFICADO

Rosalba leva uma vantagem pelo histórico político dela em Mossoró e pelas próprias pesquisas que estão sendo feitas. Mas, não será um caminho tão fácil para ela. A população hoje é bem informada, conhece os fatos, faz questionamentos, não é tão simples levar o eleitor no bico.

 

FAFÁ FALOU COM FIRMEZA

A ex-prefeita Fafá Rosado foi firme ao conceder uma entrevista e dizer que sua candidatura a prefeita de Mossoró em 2016 independe se Rosalba será candidata ou não. Fafá deixou claro que pretende disputar, mesmo contra Rosalba.

 

CADA UMA NO SEU LUGAR

Para mim causou certa surpresa, pois julgava que o grupo de Fafá Rosado estivesse montando seu projeto político em sintonia com o de Rosalba. Um mesmo plano. Mas, as declarações deixam claro que cada uma está pisando em faixa própria.

 

PLUGADO

Quando o presidente da Assembléia Legislativa, Ezequiel Ferreira, anuncia que está cortando os gastos no Legislativo, fico imaginando se ele acha que o povo potiguar tem titica na cabeça.

 

A menos que Ezequiel ache que estabelecer uma diária para um deputado no valor de R$ 1.600,00, superior a dois salários mínimos, é sinônimo de economia e de austeridade.

 

Ezequiel, na comemoração do dia do servidor público, fez um discurso citando a  implantação de uma brigada de incêndio na Casa como um dos benefícios que trouxe para o servidor da Assembleia.

 

Eu diria que Ezequiel estava fazendo a coisa certa se ele abrisse a caixa preta da Assembleia. São milhares de cargos comissionados que ninguém não sabe quem é. Porteira aberta.

 

Na Assembleia não há  controle sobre cargos, os gabinetes estão superlotados, nomeia-se diariamente  novos comissionados que inflam uma folha misteriosa e onerosa.

 

E se o cidadão for para o Portal da Transparência atrás dos nomes dos comissionados e quanto ganham, não vai conseguir nada, porque as informações não são acessíveis.

 

RÁPIDAS

São muitas as prefeituras do interior do RN que estão acumulando dois ou três meses de salários dos servidores atrasados.

 

Outro número significativo de prefeituras está inadimplente com obrigações federais e estão na lista dos municípios bloqueados para receber recursos federais.

 

E para piorar o quadro, são muitas também as que estão com quase a totalidade das obras paradas em virtude de atraso com os fornecedores.

 

Fazia uns vinte anos que a inflação brasileira não ia tão longe. O acumulado de janeiro a outubro deste ao é o maior desde 2006.

 

O campeonato potiguar de futebol tem data certa para começar. A estréia é no dia 24 de janeiro. A final está marcada para 15 de maio.

 

NOTA COM EDUARDO CUNHA

Eduardo Cunha já montou a sua farsa. Vai justificar que o dinheiro na Suiça foi proveniente da venda de carne enlatada. Eduardo Cunha vai dizer que são ganhos comerciais e de empresas, por isso disse que não tinha contas em seu nome. A engenharia de toda a mentira já está pronta.

 

Comentários


Sem comentários. Seja o primeiro.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br